A opinião de especialistas sobre ossos recreativos para cães

O mercado conta com diversos brinquedos e atividades recreativas destinadas aos cães e que têm o objetivo de promover o gasto energético ou permitir que os animais passem mais tempo se divertindo sozinhos. Alguns desses brinquedos, como os ossos recreativos, buscam suprir a necessidade de “roer” dos cães, evitando ou reduzindo a destruição de móveis em casa, além de auxiliar na manutenção da higiene dos dentes.

Os brinquedos desenvolvidos para cães com essa finalidade podem ser classificados em dois grupos: os artificiais, com diferentes formatos (escova, cenoura, osso, galho de árvore) e sabores (bacon, frango); e os naturais, como os ossos recreativos.

Alguns estudos realizados com enriquecimento ambiental demonstraram que os cães sentem grande atração por ossos naturais e que gastam muito tempo roendo esse tipo de brinquedo. Porém, outros estudos também mostram que os ossos naturais podem causar traumas no animal, já que seus fragmentos podem se desprender e resultar em obstrução da garganta ou de outros segmentos do sistema digestivo, além de fraturas nos dentes.

A opinião de especialistas sobre ossos recreativos para cães

Especialistas não recomendam o fornecimento desse tipo de recreação, principalmente sem a supervisão do tutor, pois os riscos são altos. Cães que passam muito tempo se entretendo com ossos naturais podem apresentar alta ingestão de cálcio e fósforo e, assim, manifestar alterações no organismo, especialmente os filhotes.

Portanto, podemos concluir que esse tipo de brinquedo oferece mais riscos aos cães do que benefícios. Cabe lembrar que existem alternativas que atendem igualmente ao propósito e são mais seguras. Procure sempre a orientação de um especialista para saber qual o brinquedo interativo mais recomendado para o seu cão.

Junte-se a discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top